No ano de 2018, um acontecimento marcou a história brasileira: a greve dos caminhoneiros autônomos. Nesse período, a população sentiu o peso da falta do transporte rodoviário de cargas, já que é ele o maior responsável por levar ao povo alimentos, remédios e outros produtos.

Isso interferiu em vários setores da sociedade, até mesmo na circulação de outros veículos, como ônibus e aviões.

Com certeza você lembra desse episódio de alguma forma e o que queremos reforçar com essa recordação é que o transporte rodoviário de cargas é muito importante para mover um país, mas existem desafios que permeiam essa área. 

Em vista disso, criamos este post para que você saiba mais sobre esse assunto e veja quais são as tendências para o cenário atual. Boa leitura!

Importância do transporte rodoviário de cargas no Brasil

O transporte rodoviário é aquele que acontece por meio de carros, motocicletas, ônibus e caminhões em rodovias, estradas ou ruas, que podem ser pavimentadas ou não. Com isso, as pessoas podem se locomover com facilidade, o que também ocorre com as mercadorias.

Assim, esse transporte tornou-se o principal meio de condução no Brasil, sobretudo após as décadas iniciais do século XX, com o impulsionamento da  indústria automobilística.

Nesse sentido, as cargas passaram a ser transportadas pelas cinco regiões do Brasil com uma mobilidade e rapidez que antes não existia quando a locomoção era feita em ferrovias e redes fluviais.

O  transporte rodoviário de cargas complementa a rota de outros modais, como portos. Assim, um caminhão pode servir para transportar uma mercadoria que chega em um navio para o seu destino final, por exemplo.

Além da relevância citada, esse sistema de condução tem outros benefícios:

  • flexibilidade;
  • alta disponibilidade;
  • fácil contratação;
  • ideal para distâncias médias e curtas;
  • pouca movimentação da carga;
  • as mercadorias podem ser entregues ao destino final sem intermediações;
  • menor gasto com embalagens;
  • dentre outros.

Depois de ver diversas vantagens desse modal, você deve estar se perguntando se existem desvantagens, e a resposta é sim. Como qualquer processo logístico brasileiro, é possível perceber que há desafios para a sua plena efetivação, mas você verá a seguir que eles podem ser amenizados com um bom gerenciamento.

Desafios da área

Nem só de benefícios o transporte rodoviário de cargas é sustentado. Esse sistema logístico enfrenta diversos contratempos, como:

  • limite de carga;
  • risco de roubo de carga;
  • risco de acidentes e congestionamentos no trajeto;
  • más condições das estradas;
  • circulação restrita em algumas áreas;
  • alto preço do combustível;
  • altos impostos e diversas normas tributárias;
  • maior concorrência.

Por causa da falta de investimentos nas rodovias, o transporte rodoviário de cargas acaba tendo um maior custo de operação e de manutenção, o que também reflete no aumento do número de acidentes, no atraso das entregas e no encarecimento do preço do frete e das mercadorias.

O prejuízo advindo de um roubo de carga é grande para empresários e consumidores, além de colocar em risco a vida das pessoas envolvidas. Por causa disso, existe uma taxa conhecida como Gerenciamento de Riscos (GRIS), que é cobrada em cima do valor do frete para cobrir os custos relacionados à segurança do transporte.

E como diminuir esses problemas? Veja a seguir.

Tendências e cenário atual

O transporte rodoviário faz a entrega de vários tipos de cargas, como alimentos, produtos farmacêuticos, materiais de construção, produtos químicos (que não oferecem perigo), madeira, dentre outros.

As empresas que querem se destacar nesse mercado competitivo precisam investir em uma entrega de qualidade, aprimorando o sistema logístico, o que inclui os processos internos, como planejamento estratégico e controle de estoque.

A preocupação com a qualidade do serviço e com a eficiência dos processos são tendências que vão crescer no decorrer dos anos, já que os consumidores, em geral, estão mais exigentes e buscam um bom atendimento. 

Em contrapartida, você viu que, no cenário atual, muitas rodovias brasileiras não estão em boas condições, além da carga tributária ser alta, o que compromete a logística. Contudo, para contornar os desafios e a burocracia as empresas podem:

  • contratar uma transportadora reconhecida;
  • buscar um transporte eficiente conforme a demanda da sua empresa;
  • investir na manutenção periódica dos veículos;
  • utilizar um sistema de rastreamento de cargas;
  • usufruir da tecnologia para otimizar os processos;
  • capacitar a equipe;
  • pesquisar sobre o comportamento dos consumidores atuais e as expectativas para o mercado;
  • monitorar os indicadores de desempenho e os resultados;
  • receber feedbacks de clientes.

Além disso, é preciso ter atenção aos documentos exigidos para que o transporte seja feito seguindo as normas fiscais. Em relação a esse aspecto, é essencial que os profissionais sejam treinados para conhecerem ao máximo as regulamentações.

Por fim, o contexto atual exige das empresas um olhar mais amplo para algumas tendências que, se forem implementadas, vão proporcionar melhores resultados ao negócio e aos clientes:

  • redução do tempo entre preparação e entrega do pedido;
  • tecnologia e Inteligência Artificial;
  • automatização das tarefas;
  • logística reversa, uma política que facilita a troca e a devolução de mercadorias;
  • atendimento omnichannel, em que o contato com o cliente acontece por meio de vários canais, como telefone, redes sociais, e-mail, aplicativo e loja física;
  • Same day delivery, termo que significa “entrega no mesmo dia” e é uma proposta que promete enviar o produto ao cliente no dia da compra.

Sendo assim, é fundamental entender as necessidades do seu empreendimento e como o transporte rodoviário de cargas deve ser efetivado, buscando sempre a melhoria de todas as etapas logísticas.

Conclusão

O transporte rodoviário de cargas tende a tornar-se mais competitivo, por isso as empresas precisam adotar estratégias para se destacarem nesse mercado.

Isso é feito a partir de um planejamento eficiente que leve em conta questões da atualidade e relacionadas à situação da empresa, como o estoque, as condições das estradas e o transporte de cargas, além de ter o apoio de uma transportadora experiente e confiável, como a TF Logística

Logo, um bom sistema logístico contribui positivamente para a satisfação da clientela, o que aumenta a lucratividade do seu negócio.

Agora que você já conhece o cenário do transporte rodoviário de cargas no Brasil, confira também algumas tendências para o futuro da logística.

× Olá! Posso ajudar?